DO BAÚ DO ANTONIO

Captura de tela 2017-06-25 às 14.12.51

Postagem do Antonio Pinto Augusto. Dessa Copa eu lembro muita coisa, afinal já estava com meus 9 anos. Primeiro jogo Brasil 3 Áustria 0, no domingo à noite eu ouvindo os comentários esportivos. Brasil 0 Inglaterra 0, passando pelo Pif e ouvindo os comentários pessimistas dos calejados torcedores brasileiros. Brasil 2 URSS 0, domingo à tarde , frio e garoa, ouvindo o jogo e batendo bola na rua com um amiguinho , a porta de aço da fábrica de biscoitos era a rede , as colunas as traves, uma pequena bola de borracha, nos nossos sonhos nos levavam ao estádio Niya Ulevi, creio que é esse o nome , em Gotemburgo, onde o mundo descobria Garrincha, que com seus dribles estonteantes desmontou o científico futebol dos Campeões olímpicos soviéticos. Brasil 1 País de Gales 0, o buscapé que o pessoal que estava ouvindo o jogo no bar do sr. Teixeira, após o golaço do Pelé, proporcionou um misto de alegria e emoção. Brasil 5 França 2, o mundo descobriu Pelé , logo chamado pela imprensa francesa de Rei do Futebol, título que até hoje ostenta. Tarde de sol e apesar da estação, estava um pouco quente, chuva de gols no caminho da minha casa até a barraca onde vendiam bombinhas na lenharia da Padre Vieira, claro que soltei algumas no retorno.

Domingo nublado , não muito frio, Dia de S. Pedro, eu e meu pai ouvindo na venda o jogo , Suécia abre o placard, meu pai deu um murro no balcão de mármore e soltou um sonoro palavrão. Didi , colocou a bola debaixo do braço após busca-la no fundo da rede se encaminhou até o meio de campo . Aí veio a fulminante virada, 5 a 2 ,com uma festa sensacional , os poucos carros que haviam no bairro passavam buzinando, as pessoas vibrando, foguetório, lágrimas , risos , abraços. Seu Justino comprou um litro de conhaque na venda do meu pai , pegou um copo  e servia aos transeuntes, um mal amado, além de não aceitar empurrou o copo com violência, seu Justino um verdadeiro gentleman, para meu susto , ficou com tanta raiva que atirou o litro que estava quase no fim , no meio da rua, mas tudo era festa.  O Joaquim açougueiro ganhou o bolão que o meu pai promoveu, colocou 4 a 2, por aproximação levou a bolada, foi tido como louco , todos os resultados eram minguados.

A Procissão de S. Pedro como sempre passou pela nossa porta e via-se no semblante até dos mais compenetrados carolas, uma expressão de alívio, afinal vivíamos todos os torcedores sob o efeito da Tragédia do Maracanã de 50.

A chegada alguns dias depois em Congonhas foi uma apoteose, com uma carreata gigante.

Enfim , estes são os tópicos de uma grandiosa conquista do futebol brasileiro.           www.youtube.com/watch?v=jrJTGgcnmKU

Jayme Antonio Ramos

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s